Please wait...

Our Blog

Como armazenamento em nuvem AINDA pode ser seguro após caso NSA?

prism As notícias sobre o caso de espionagem envolvendo a Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) continuam dando o que falar nos meios de comunicação. A possibilidade de vazamento de informações sobre a Petrobrás e a capacidade técnica de quebra de chaves criptográficas está deixando muitas perguntas sem resposta.

Como sua empresa pode se proteger evitando ter que jogar no lixo os projetos que envolvem a utilização de nuvem pública?

Essa é uma pergunta pertinente já que encriptação, a última barreira em segurança, teve sua garantia de sigilo desafiada.

Como a tecnologia da Nevoa Networks garante a segurança?

[pullquote align=”right”]Essa é uma pergunta pertinente já que encriptação, a última barreira em segurança, teve sua garantia de sigilo desafiada.[/pullquote] Acreditamos que encriptação NÃO BASTA! Os sistemas de armazenamento de Nevoa Networks, tanto locais quanto na nuvem, garantem o sigilo através de algoritmos inteligentes de particionamento, envio e encriptação dos arquivos. Falando coisas complicadas em termos simples: nossa tecnologia quebra cada arquivo em pedaços de tamanhos variáveis, encripta cada pedaço e envia esses pedaços para servidores espalhados pelo mundo. Simples assim. shredder Cada pedaço não faz referencia sobre qual é o próximo pedaço nem qual foi seu antecessor. Essa operação é feita em milésimos de segundo diretamente em cada computador que envia as informações, não existe um concentrador ou appliance, diminuindo pontos únicos de falha da operação.

Como funcionaria uma operação de ataque ou engenharia reversa contra um sistema de armazenamento da Nevoa Networks?

Para um hacker ou uma entidade “legítima” como um órgão do governo ter acesso a arquivos gravados em nosso sistema, ele teria que:

1) Ter acesso a todos os pedaços, localizados em datacenters em países diferentes e de propriedade de empresas diferentes

Isso implicaria a necessidade de ter acesso ilimitado à dezenas e, muitas vezes, centenas de servidores espalhados em data centers diferentes pelo Brasil, EUA e Europa.

2) Decriptar cada pedaço e após, identificar os pedaços que correspondem à informação procurada.

Como explicado, isso seria impraticável uma vez que cada pedaço é independente e não referencia os demais pedaços de informação.

3) Quebrando a cabeça: identificar os pedaços do arquivo desejado e seu sequenciamento/ordenação original.

Supondo que alguém tivesse a posse de acesso a todas as centenas de servidores, todos os pedaços de arquivos possíveis e que cada pedaço esteja decriptado. Deveria então colocar todos os pedaços “na mesa” e começar a juntar tudo para formar o “arquivo”, na ORDEM CERTA!

A parte bonita dessa história toda

A parte bonita da tecnologia empregada nos produtos de armazenamento da Nevoa Networks vem do fato de não terem sido criadas, a princípio, com o intuito de oferecer segurança contra acesso não autorizado. A técnica foi criada para aumentar a velocidade de transmissão de dados uma vez que através da quebra dos arquivos em pedaços podemos fazer operações de cópia e leitura em paralelo, diminuindo absurdamente os tempos de tramitação de dados. Quer conhecer melhor nossa tecnologia e as ofertas que temos de sistemas de armazenamento em nuvem para backup? Fale comigo.


Sobre o autor

[staff name=”Fabio Gomes Ferreira” position=”Co-fundador e Diretor de Operações” img=”http://nevoanetworks.com/wp-content/uploads/2012/10/Fabio-Blog.jpg”] Formado em Sistemas de Informação pela Universidade Paulista com especialização em Gestão de Projetos pela UNICAMP e pós-graduado em Gestão Estratégica de TI pelo IBTA. Atualmente é diretor da Nevoa Networks, tendo 20 anos de experiência na área de Tecnologia da Informação, grande parte prestando consultoria em soluções nas áreas Financeira, ERP, Supply Chain e Virtualização. [/staff]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments are closed.